Lua-de-mel em Cuba! Havana e Cayo Largo

Meus queridos amigos Sarah e Luiz contaram para a gente sobre a lua-de-mel em Cuba, ele estiveram em Havana e Cayo Largo entre os dias 23 e 30 de maio. Muito obrigada pelas dicas, Saritchas!

Como estava o tempo?
Pegamos uma frente fria nos primeiros dias, o que deixou o tempo em Havana bem mais ameno, com um brisazinha refrescante, que de noite te fazia usar um casaquinho. Tivemos azar porque essa mesma frente fria levou chuva para Cayo Largo nos dois dias em que estávamos lá. Mas na volta para Havana, a frente fria tinha passado e fez um calor bem forte, sempre acompanhado da brisa no beira mar. É bem agradável.

apreciando a brisa a beira mar em Cuba

apreciando a brisa a beira mar em Cuba

Onde ficaram hospedados?
Estávamos em Lua de Mel, então queríamos algum conforto, o que já restringe bastante as opções em Cuba.
Em Havana ficamos no Meliá Cohiba (link). É um hotel 5 estrelas, um dos maiores de lá. Ele é mais antigo por fora, mas eu achei o serviço super bom, e tem uma piscina ótima. Talvez tenha tido essa impressão porque estava preparada para um péssimo serviço, já que 100% das pessoas que eu conversei antes de ir caracterizaram assim os serviços em Cuba.
Em Cayo Largo ficamos em um desses resorts all inclusive chamado Sol Cayo Largo (link). Eu diria que, se você quer ir para uma praia no caribe e ter um serviço excelente, não vá para Cuba. A praia é realmente muito bonita, mas o serviço realmente não é muito bom. Para ter uma ideia, chegava a faltar cerveja (e muitos outros itens do cardápio) no bar, e a comida definitivamente não era super boa. Mas assim, eu diria que é a hospedagem cara de Cuba, mas barata se comparada aos grandes hotéis/resorts brasileiros.

Quais lugares vocês recomendam para comer?
Logo que chegamos fomos a um Paladar (assim se chamam os pequenos restaurantes nas casas das pessoas) chamado Doña Juana (link), perto do Meliá Cohiba, que adoramos. Não sei se era a comida que realmente estava ótima, mas talvez tenha sido a mistura de primeiro dia em Cuba + Sol + garçons simpáticos + terraça bonita e tipicamente cubana + muitos Mojitos que tenha nos agradado tanto. Fomos em uns restaurantes na Plaza das Armas, em Habana Vieja, que também foram super gostosos e agradáveis.

apreciando a culinária cubana

apreciando a culinária cubana

Quais os pontos altos?
Em geral, nós amamos Havana. Tem alguns pontos altos, que eu vou explicitar, mas o que mais gostamos foi do astral de Cuba como um todo: uma mistura de muita história, música, bebidas boas, gente simpática e aberta.

Os prédios e carros antigos (mesmo que muito degradados) nos deixa com a impressão que voltamos para a década de 60, o que é muito legal. Achamos incrível que, apesar dos prédios caindo em pedaços, é tudo super limpo, você quase não vê mendigos nas ruas e as pessoas são, em geral, muito educadas (para se ter um exemplo, os motoristas de Coco taxi, que por sinal é imperdível, tem que falar duas línguas!). Claro que existem pessoas pedindo dinheiro para você nos pontos mais turísticos, mas isso acontece em uma escala muito menor do que em qualquer cidade brasileira, por exemplo.

aventuras no Coco Taxi!

aventuras no Coco Taxi!

- Habana Vieja (link) é simplesmente imperdível, especialmente para quem gosta de história. É uma área da cidade que está bem restaurada, e é cheia de bares, bandas tocando ótima música caribenha, o tempo todo.
- O Malecón (link), a avenida beira mar de Havana, também é super bonita. Uma das coisas que mais gostamos foi caminhar lá no final da tarde, observando os cubanos pescando, namorando, tocando sua música, como parecem fazer todos os dias.

fim de tarde no Malecón

fim de tarde no Malecón

- Outro programa interessante é ir tomar um mojito no bar que fica no jardim do Hotel Nacional (link). O hotel é um lugar histórico, a vista é linda e o jardim é bem bonito também. Não paga nada para entrar.
- Também achamos super interessante o tour que fizemos na fábrica de charutos. Dá para ver o processo todo de como se faz um legítimo cubano, ver os cubanos fumando o seu charuto enquanto trabalham (eles podem fumar quantos quiserem!). É tudo feito 100% a mão, e vc sai de lá até achando isso uma arte mesmo. Ahhh! Esse é o único artesanato que vale a pena da ilha, porque o resto achamos incrivelmente fraco.

melhor souvenir de Cuba: charutos!

melhor souvenir de Cuba: charutos!

- O Museu da Revolução (link) é super mal feito (especialmente para quem entende o mínimo de museologia – super vontade de intervir), mas é interessante para entender um pouco melhor a Revolução, e por isso, vale a pena. É impossível sair de Cuba sem admirar, nem um pouquinho, o que aconteceu lá. Eu acho que uma das coisas que eu mais gostei foi entender um pouco mais do que acontece no país. É todos os lugares que fomos achamos Cubanos muito simpáticos e abertos para conversar sobre tudo.

Hasta la Victoria Sempre

Hasta la Victoria Sempre

Quais os micos?
Acho que talvez o único mico, é que existe uma empresa (não sei se única, mas com certeza a maior) que faz a gestão do turismo no país: a estatal Cubatur. Nós estávamos morrendo de medo, porque viajamos só com a promessa de que nós iriam buscar no hotel para o vôo interno que teríamos para Cayo Largo. Não tínhamos passagem, horário do vôo, nada. Mas deu tudo certo: nos avisaram do vôo para Cayo Largo um dia antes, e passaram para nos buscar no horário combinado. Mas na volta, eles só avisaram bem a noitinha que o vôo seria no dia seguinte as 06h45. Ou seja, perdemos um dia de praia, bem o dia que amanheceu um céu azul maravilhoso. Mas assim, para uma empresa estatal, eles funcionam incrivelmente bem, só são meio arbitrários: você não tem opção, se o vôo é as 6h45, é as 6h45, e você só vai ficar sabendo disso no dia anterior de noite mesmo.

Resumo da ópera

  • Tempo em Havana em maio: frente fria ameno (casaquinho a noite)/ depois calor + brisa beira mar
  • Hospedagem em Havana: Meliá Cohiba
  • Tempo em Cayo Largo em maio: frente fria e chuva
  • Hospedagem em Cayo Largo:  Sol Cayo Largo
  • Onde comer em Havana: Paladar Doña Juana, restaurantes Plaza das Armas em Habana Vieja
  • Turismo em Cuba: Habana Vieja, Malecón fim de tarde, mojito no Hotel Nacional, tour da fábrica de charutos,  Museu da Revolução, Coco Taxi, sempre observando o astral cubano
  • Cuidado: planeje sua viagem considerando a falta de flexibilidade estatal Cubatur
  • Dica de souvenir: charutos cubanos

Quer saber mais sobre Cuba? Bem legais os posts do Blog O mundo em 2 dias

/Tags:
0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>